curso-alinhadores-ortodonticos

Quais são as principais diferenças entre o aparelho fixo e o alinhador ortodôntico?

A Smile Cursos, em Niterói, no Rio de Janeiro, disponibiliza um curso ideal para os dentistas que estão interessados em se especializarem na aplicação de alinhadores ortodônticos. Eles são uma opção inovadora, que consegue ajustar o sorriso de forma mais simples e não tão invasiva. Além disso, são considerados uma alternativa mais discreta aos aparelhos metálicos. Os alinhadores não chamam tanta atenção, por serem invisíveis, são removíveis e não machucam, pois não possuem fios ou bráquetes. Confira, a seguir, algumas das principais diferenças entre os aparelhos fixos e os alinhadores removíveis em detalhes.

Conheça aqui o curso de alinhadores ortodônticos da Smile!

Aparelhos Fixos X Alinhador Transparente - Diferenças

Diferenças e semelhanças entre aparelhos fixos e removíveis

A primeira diferença entre os aparelhos fixos e os alinhadores transparentes se dá por conta da composição dos dois recursos. O primeiro é feito com bráquetes, arco e borrachas, enquanto o segundo é fabricado em acetato transparente. O aparelho fixo é indicado para tratamentos mais difíceis e longos, enquanto o alinhador ortodôntico promete um tratamento 25% mais rápido. Ambos contemplam as questões estética e funcional, e precisam de visitas regulares ao profissional para ajustes, trocas e avaliações. Enquanto o aparelho fixo é mantido durante todo o tratamento, o alinhador é trocado regularmente e o paciente precisa de novos pares eventualmente para mudança. Por ser removível, ele promove uma boa higienização bucal (para escovação e uso do fio dental) e a possibilidade de o paciente retirá-lo durante as refeições. 

O alinhador ortodôntico possui uma grande vantagem: ele pode ser totalmente customizado e planejado digitalmente e o resultado do tratamento executado com esse tipo de recurso é visualizado antes mesmo do início de seu uso. Enquanto isso, o aparelho fixo segue uma linha mais tradicional, que precisa de fotografias, radiografias e modelos em gesso das arcadas dentárias para as análises do profissional. 

Por fim, uma das diferenças mais significativas entre os dois métodos apresentados é a questão do conforto: o alinhador ortodôntico é confortável, não possui volume e costuma não incomodar enquanto utilizado. O aparelho fixo, no entanto, pode ser desconfortável, considerando que ele é mais invasivo, possui mais peças e sua aplicação é diferenciada, com os fios e bráquetes, que podem acabar incomodando o paciente.

No fim das contas, a opção dos alinhadores ortodônticos se torna mais confortável esteticamente e funcionalmente, já que pacientes adultos tendem a desejar um tratamento mais discreto e sem tantas implicações em seu cotidiano, em termos de aparência e de conforto. Por esse motivo, é importante que você, ortodontista, possa dispor dessa opção dentro do seu consultório, contemplando aquelas pessoas que não querem dispensar o lado estético, mas gostariam muito de melhorar a aparência do seu sorriso e também a funcionalidade. 

Alinhadores invisíveis: um tratamento revolucionário?

.Caso essas informações apresentadas tenham atraído você e você acredita que seriam atrativas também para os seus pacientes que gostariam de renovar seu sorriso mas sem passar por procedimento fixo, longo e mais aparente, o ideal é procurar um curso para saber mais sobre as aplicações do método inovador apresentado nesse artigo. Para conferir o investimento de um curso de qualidade e que contempla todos os principais detalhes para preparar você.